INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA

SOLENIDADE DE FORMATURA DA TURMA 2006

DISCURSO DO REITOR DO ITA

2001. Os familiares e formandos lembram muito bem o que significou aquele ano. Inicialmente, preparação para o vestibular. Preocupação, Tensão, Nervosismo, Irritação. Finalmente chegou dezembro. Vestibular, Aprovação, Euforia e, em seguida, Indecisão para alguns. É fato que muitos dos senhores e senhoritas já estavam determinados a vir para o ITA. Porém, aqueles aprovados para várias escolas ficaram em dúvida sobre qual seria a melhor escolha.

O ITA foi a decisão final. Para esta decisão, certamente contribuiu o nome da escola, que é conhecido e reconhecido nacional e internacionalmente. Deve, também, ter pesado muito o valor do diploma de Engenheiro do ITA que, em última análise, significa bons empregos.

Ao chegar à escola, em janeiro de 2002, o primeiro contato foi com o CPOR, que, com certeza, serviu como um relaxamento e descanso. Apesar de nem todos terem aptidão ou vocação, a experiência do serviço militar foi, sem dúvida, muito agradável. Saibam que o CPOR foi o ambiente saudável e de descontração que proporcionou ao grupo a oportunidade de se conhecer, e que foi muito importante para a formação do que a partir de então passou a ser “a Turma 06”.

Cinco anos se passaram. Não foi fácil. Foram anos de trabalho árduo. Séries de Exercício, Provas, Laboratórios, Estágio, Trabalho de Graduação, Calor no verão, Frio no inverno, etc., etc. Chegou, finalmente, o esperado dia da graduação. Os familiares presentes, cumprimentos dos mestres, parentes e amigos. Enfim Engenheiros do ITA. O objetivo foi alcançado.

Surgem agora duas perguntas. Será que o objetivo da escola foi apenas a preparação técnico/científica do Engenheiro para o mercado de trabalho? Será que apenas esta contribuição tem sido o diferencial que tem feito os formandos do ITA serem tão procurados pelas empresas, mesmo antes de terem concluído o curso? Estejam certos que não.

A  Lei nº 2165, de 05 de janeiro de 1954, definiu, em seu artigo 1º, o ITA como estabelecimento de educação e ensino superior, sob jurisdição do antigo Ministério da Aeronáutica.

Portanto, a escola, desde sua criação, por ser em regime de tempo integral, com os alunos e professores residindo no campus, tem, também, a responsabilidade de dar continuidade à formação do cidadão, iniciada em casa por seus pais. Por meio de seu sistema de orientação e o contato diário com o corpo docente, a escola transmite ao corpo discente, e cobra de todos e de cada um, os valores da instituição, como disciplina consciente, honestidade, ética, responsabilidade com os compromissos, amor a Pátria, liderança, trabalho em equipe, para citar apenas os mais importantes. O ITA não é apenas uma escola de engenharia. O Iteano leva consigo algo mais para o mercado de trabalho. São os valores da instituição, cultivados nas salas de aula, nas entrevistas com os orientadores e no H-8, que fazem a grande diferença.

A partir de agora, caros formandos, vocês estão livres das amarras da escola. Estão prontos para alçar vôos para outros ambientes. A vida profissional os aguarda. Temos certeza que estão preparados para enfrentar qualquer desafio. A escola fez o seu papel e se orgulha de estar entregando ao país mais uma turma de cidadãos e engenheiros.

A Aeronáutica, por sua vez, sente-se gratificada por estar contribuindo, mais uma vez, para o desenvolvimento do país, entregando ao mercado de trabalho um novo contingente de engenheiros bem formados, assim como por estar fortalecendo seu efetivo técnico com mais uma grupo de oficiais com curso de engenharia. Sejam felizes e que Deus os acompanhe.

Reginaldo dos Santos — Reitor do ITA