Instituto Tecnológico de Aeronáutica - Homepage
Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Regime escolar

Você está aqui

Principais informações sobre o Regime Escolar

O regimento escolar é descrito nas Normas Reguladoras para os Cursos de Graduação do ITA (ver a legislação). Abaixo, um guia com as principais informações sobre a vida escolar do aluno no ITA.

 

Aconselhamento

Ao ingressar no 1º ano do Curso Fundamental, o aluno tem a oportunidade de escolher um docente que será designado seu Conselheiro, e que irá acompanhar e orientar o aluno durante sua trajetória acadêmica e ajudar a encontrar soluções para eventuais dificuldades e problemas. Um outro momento em que o Professor-Conselheiro tem oportunidade de atuar, caso o seu aconselhado não obtenha o desempenho acadêmico mínimo desejável, é junto à Comissão de Verificação do Aproveitamento Escolar (CVAE).

 

Ano Letivo e Horário

As disciplinas são semestrais, e a maioria delas deve ser obrigatoriamente cursada no semestre designado pelo ITA. Dessa forma, a duração do curso do ITA é igual para todos os alunos que não tenham trancado a matrícula, ou seja, dez semestres (períodos). Cada período tem 8 semanas de aula, uma sem aula (“semaninha”), mais 8 de aula e 2 de exames.

As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira, sendo que, via de regra, as aulas teóricas ocorrem na parte da manhã e as práticas de laboratório, no período da tarde. Cada aula tem duração de 50 minutos, com um intervalo de 10 ou 20 minutos entre elas, conforme pode-se observar a seguir:

MANHÃ TARDE
07:00 – 07:50*  
08:00 – 08:50 13:30 – 14:20
09:00 – 09:50 14:30 – 15:20
“INTERVALÃO” “INTERVALÃO”
10:10 – 11:00 15:40 – 16:30
11:10 – 12:00 16:40 – 17:30

 

Atividades Extracurriculares (Iniciativas)

Boa parte dos estudantes do ITA se dedica a Atividades Extracurriculares no ITA ou no próprio alojamento, organizados em grupos chamados “Iniciativas”. As iniciativas têm diversos propósitos, como a Prática de Engenharia, Ação Social, bem-estar da Comunidade iteana e Empreendedorismo. Veja a lista de Iniciativas.

 

Avaliação

A nota mínima para aprovação é 6,5. Para o aluno que, no máximo em duas disciplinas no mesmo período, tenha obtido nota I (Insuficiente), será concedido o direito de realizar os exames de 2ª época, havendo, nesse caso, a necessidade de aprovação, em ao menos uma disciplina para que tenha o direito de realizar a Dependência (DP) na outra, se for o caso. Um conceito final D pode levar ao desligamento (exclusão do Curso) do aluno após análise por uma Comissão de Verificação de Aproveitamento Escolar (CVAE). Os alunos são avaliados nas disciplinas, recebendo notas representados por letras:

  • L (Louvor): 9,5 a 10,0
  • MB (Muito Bom): 8,5 a 9,4
  • B (Bom): 7,5 a 8,4
  • R (Regular): 6,5 a 7,4
  • I (Insuficiente): 5,0 a 6,4
  • D (Deficiente): abaixo de 5,0

Comissão de Verificação do Aproveitamento Escolar (CVAE)

A CVAE (denominada pelos alunos de “inferninho”) se reúne para avaliar casos de alunos que não atingiram os requisitos mínimos para aprovação no semestre. É composta pelos professores das disciplinas naquele semestre, pelo Chefe da Divisão de Alunos, pelos Psicólogos do Setor de Orientação Educacional, pelo Professor-Conselheiro, pelo Chefe do Setor de Registro, pelo Coordenador do Curso e pelo Pró-Reitor de Graduação, que é o Presidente da Comissão. Nessas reuniões, o Professor-Conselheiro tem papel de extrema significância, uma vez que será ele quem irá compartilhar com os demais membros da comissão, aspectos e características consideradas relevantes para uma reavaliação do aluno.

 

Cooperação com Instituições Estrangeiras: Ciência sem Fronteiras. 

Durante a graduação, o aluno com bom desempenho acadêmico terá a possibilidade de inscrever-se para concorrer a bolsa de estudos em Instituição estrangeira pelo Programa do Governo Federal Ciência sem Fronteiras (CSF). A coordenação do Ciência sem Fronteiras no ITA é da Pró-Reitoria de Extensão e Cooperação e as instruções para inscrição podem ser vistas neste site. É importante que os alunos interessados neste programas procurem também os coordenadores dos cursos de graduação para mais informações sobre a validação das disciplinas realizadas fora do ITA.

 

Dependência

Consiste em cursar uma disciplina em que se tenha obtido conceito final I, no semestre seguinte em que for ministrada ou em regime especial. Todas as situações escolares são analisadas pela Comissão de Verificação de Aproveitamento Escolar (CVAE).

  • O aluno poderá ficar em Dependência (DP), se o conceito final for I após o exame de segunda época, em apenas uma disciplina por semestre, existindo a possibilidade de ser desligado do ITA, caso fique com mais de uma Dependência.
  • Não haverá exame de 2ª época em disciplina que o aluno repete como Dependente.
  • A nota da DP que será registrada no boletim do aluno será 6,5 ficando com um I registrado, independentemente da nota obtida ter sido maior.
  • Caso o aluno não consiga a média 6,5 na DP, será reprovado e desligado do ITA.
  • O aluno poderá ser dispensado da DP, a critério da Coordenação de Curso e a pedido do interessado, caso obtenha nota igual ou superior a 7,5 em disciplina da mesma matéria de que a dependência é requisito. Neste caso, o aluno deverá solicitar, junto à Divisão de Alunos, a dispensa de dependência, ficando também com a nota 6,5 e o I registrados.

Desligamento

O desligamento implica na perda do vínculo do aluno com o ITA, e poderá ocorrer quando o aluno:

  • tiver 2 ou mais notas-de-disciplina I após a conclusão do período e registro definitivo das notas;
  • tiver uma nota-de-disciplina D após a conclusão do período e o registro definitivo das notas;
  • acumular mais de 5 notas “I” registradas no histórico escolar;
  • reprovar em disciplina cursada como Dependência;
  • incorrer em indisciplina escolar ou improbidade escolar devidamente analisados pelo DOO (Departamento de Ordem e Orientação) e por Comissão constituída pelo Reitor do ITA;
  • ultrapassar o limite de faltas;
  • abandonar o curso; e
  • solicitar desligamento, mediante preenchimento de formulário próprio.

Disciplinas Adicionais

O ITA oferece algumas disciplinas além das disciplinas obrigatórias do currículo. O aluno pode cursar até uma disciplina adicional por semestre, conforme a seguinte Resolução.

 

Estágio Curricular Obrigatório

O estágio curricular supervisionado pode ser realizado no Brasil ou no exterior e é uma oportunidade para o contato dos alunos com empresas ou para morarem um semestre fora do Brasil. Veja lista de universidades e institutos parceiros em Cooperação Acadêmica. O estágio é um componente curricular obrigatório e está especificado no Catálogo de Graduação do ITA. Existem Normas para que o estágio seja reconhecido como curricular e há necessidade de que o mesmo seja supervisionado, que podem ser vistas aqui. Há ainda a possibilidade de associar as atividades do estágio curricular com o Trabalho de Graduação (TG).

 

Faltas

A presença às aulas é obrigatória e rigorosamente acompanhada pelo professor de cada disciplina. O limite de faltas em um período é de 10% do total de aulas ou 15% em uma única disciplina. Todas as faltas devem ser justificadas junto à Divisão de Alunos, mediante preenchimento de formulário próprio, acompanhado do parecer do Conselheiro. Se o aluno ultrapassar o limite de faltas, estará sujeito a punições que estão regulamentadas nas Normas Reguladoras. Quanto aos alunos militares, estes serão desligados automaticamente, conforme previsto no Regulamento Disciplinar da Aeronáutica (RDAER).

 

Iniciação Científica

O Comitê PIBIC/ITA, vinculado ao CNPq, realiza anualmente um processo de seleção para concessão de bolsas de Iniciação Científica aos alunos que quiserem se dedicar a projetos de pesquisa. Além das bolsas de iniciação científica do PIBIC, os alunos podem se candidatar a bolsas de Iniciação Científica da FAPESP. Veja mais informações aqui.

 

Início do Mestrado durante a Graduação (PIGM)

Há a possibilidade do estudante estruturar seu curso de modo a iniciar seu Mestrado ainda durante a graduação. Inscrevendo-se no Programa Integrado Graduação-Mestrado (PIGM), o aluno adianta disciplinas de modo a terminar o Mestrado no período de um ano após a formatura da graduação. Veja aqui a legislação do PIGM. As condições para cursar o PIGM são:

  • Estar regularmente matriculado no 3º Ano Profissional de Curso de Graduação em Engenharia do ITA
  • Matrícula em pelo menos uma disciplina de Pós-Graduação por período (ver lista de disciplinas no site da pós-graduação)
  • Realização de TG sob orientação de professor da Pós-Graduação, como parte integrante de uma futura tese de mestrado
  • Podem ser cursadas até 4 disciplinas de Pós-Grad. no PIGM (duas optativas e duas extra-curriculares) como forma de adiantar parte dos 18 créditos necessários para o Mestrado.

Matrícula

A matrícula no Curso de Graduação no 1º ano do Curso Fundamental é realizada desde que o aluno tenha sido classificado dentro do número de vagas estipulado pelo Comando da Aeronáutica (COMAER) para cada especialidade de Engenharia e aprovado em Exame Médico. A renovação da matrícula a cada semestre ocorre automaticamente quando o aluno é aprovado integralmente. Nos casos de alunos com Dependência (DP), há necessidade de requerer matrícula da DP junto à Divisão de Alunos.

 

Menção Honrosa

Alguns alunos são homenageados com Menção Honrosa pelo excelente desempenho escolar ao longo dos 5 anos de estudo (veja a lista). As menções honrosas são as seguintes:

  • summa cum laude, média geral L;
  • magna cum laude, média geral MB, com o mínimo de 50% de notas-de-disciplina L;
  • cum laude, média geral MB e nenhuma nota-de-disciplina inferior a MB; e
  • Distinção em uma Divisão ou Departamento, quando o aluno obtiver notas-de-disciplina iguais ou superiores a MB em grupos de disciplinas de uma Divisão ou Departamento, onde tenha cursado, pelo menos, quatro disciplinas.

Mudança de Especialidade

No 2º semestre do 2º ano do Curso Fundamental o aluno pode requerer Mudança de Especialidade. Esse processo é conduzido pela Divisão de Alunos. Essa mudança consiste em requerer matrícula no 1º ano do Curso Profissional em outra especialidade que não aquela para a qual o aluno foi admitido no 1º ano do Curso Fundamental. No entanto, para que o aluno interessado possa solicitar mudança de especialidade (ou de opção) é necessário atender as condições previstas no item 8.5 da ICA 37-24.

 

Revisão de Provas

A revisão de provas é um direito do aluno e, quando necessário, deve ser solicitada diretamente ao professor que, aceitando-a após análise, havendo alterações nas notas, deverá comunicá-las à Seção de Registro Escolar. Caso não haja o aceite do professor, o aluno pode requerer a revisão, via formulário próprio, diretamente à Pró-Reitoria de Graduação mediante justificativa fundamentada sobre a discordância da avaliação, quer seja em trabalhos correntes, exame-de-fim-de-período ou exame de 2ª época. O prazo máximo de solicitação de revisão é de 15 dias a contar da data em que o aluno toma conhecimento do conceito atribuído pelo professor. Em seguida, o pedido de revisão será encaminhado ao professor da disciplina, que deverá justificar a manutenção ou alteração da nota.

 

Trabalho de Graduação (TG)

O Trabalho de Graduação (TG) é um dos requisitos para conclusão do curso e deve obedecer as seguintes Normas (2015). Há a oportunidade de associar as atividades do estágio curricular com o TG, no Brasil ou no exterior. O Trabalho de Graduação, na maior parte das vezes associado a estágios ou a bolsas de Iniciação Científica, consiste no desenvolvimento de um projeto que tem por objetivos:

  • desenvolver nos alunos o espírito de iniciativa e a capacidade de equacionar e resolver problemas;
  • estimular os alunos a usar os conhecimentos adquiridos durante o curso; e
  • reforçar os elos entre o ITA e indústrias e órgãos de ciência e tecnologia, particularmente do Setor Aeroespacial.

Temas de TGs são propostos anualmente pelos professores, por outros órgãos do COMAER (visitar o endereço www.ita.br/posgrad/comaer), por empresas e instituições de P&D e até mesmo pelo aluno interessado em trabalhar determinado assunto ou resolver algum problema, usualmente, neste caso, associado a estágio ou ainda a intercâmbio no exterior já realizado ou a realizar. Toda proposta de TG necessariamente precisa ser formalizada, aprovada pela Coordenação do Curso e ter um orientador professor/instrutor do ITA.

Trancamento de Matrícula

O trancamento consiste na exclusão temporária do aluno do curso de graduação, com direito a re-matrícula no próximo período letivo correspondente ao do trancamento. Pode ser efetuado a pedido, por uma única vez, ou por motivo de saúde, após orientações e preenchimento de requerimento específico junto à Divisão de Alunos e deliberações das autoridades competentes.

 

Viagem técnico-cultural à Europa

Possibilidade de excursionar à Europa entre o 4º e 5º anos, por iniciativa dos alunos da Comissão de Viagens (CV), com apoio de transporte aéreo da Aeronáutica. Para arrecadar fundos para esta viagem, os estudantes organizam anualmente uma feira de empregos, o Encontro de Integração Faculdade Empresa (EIFE).