Instituto Tecnológico de Aeronáutica - Homepage
Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Mestrado

Você está aqui

O Mestrado é um curso de aproximadamente 2 anos, composto por um conjunto de disciplinas e uma dissertação. Ao aluno que satisfizer os requisitos para conclusão do curso, é concedido o título de Mestre em Ciências em um dos cinco Programas de Pós-Graduação oferecidos pelo ITA.

Neste curso o aluno tem um programa individual de estudos, escolhendo disciplinas em conjunto com o seu orientador de acordo com o tema de pesquisa da dissertação. As disciplinas são semestrais, e cada semestre corresponde a um período letivo. Abaixo, as principais informações sobre o curso:

 

Processo Seletivo

O Mestrado é voltado para diplomados em curso superior de graduação com o objetivo de aprofundar seus estudos em uma área particular do conhecimento. Veja como se inscrever.

 

Matrícula

A matrícula é obrigatória para todos os alunos e em todos os períodos letivos. Veja como efetuar sua matrícula.

 

Requisitos para a conclusão

 

Para concluir com êxito o curso de Mestrado, o aluno deve obter, no prazo mínimo de 2 e máximo de 5 períodos letivos:

  • Contagem de créditos aprovada, com um mínimo de 18 créditos (atribuídos pela comissão de contagem de créditos), média mínima de 7,5 em disciplinas 2xx cursadas no ITA e aprovação nas disciplinas obrigatórias de sua área de concentração.
  • Aprovação no exame de língua inglesa, no prazo de até 2 períodos letivos após a primeira matrícula no curso de Mestrado.
  • Aprovação no exame de dissertação por parte da banca examinadora.
  • Aceitação da versão final da dissertação por parte do orientador e do Pró-Reitor de Pós-Graduação e Pesquisa nos prazos estipulados pela banca examinadora da dissertação.

Para efeito de prazos, a Divisão de Pós-Graduação e Pesquisa do ITA considera que o primeiro período letivo se encerra em 31 de agosto do mesmo ano e o segundo se encerra em 31 de janeiro do ano seguinte. O aluno pode requerer ao CPG a extensão do prazo máximo para conclusão por mais um período letivo.

 

Aluno Especial - estudantes de dedicação parcial ao curso

Aluno especial (AE) é aquele estudante que deseja cursar a Pós‐graduação do ITA na vigência de vínculo empregatício que impeça a dedicação integral ao curso. O aluno especial não terá vínculo formal com a Pós-Graduação do ITA, porém pode contabilizar os créditos obtidos cursando Disciplinas Isoladas: até 18 créditos para Mestrado e até 12 créditos para Doutorado (nesse último caso, se possuir título de mestre). O Processo Seletivo para alunos especiais é feito em conjunto com o dos alunos regulares. Ele deve ter um supervisor (professor credenciado na Pós-Graduação do ITA), que indicará as disciplinas nas quais poderá matricular‐se e acompanhará o seu trabalho de pesquisa.

 

Exame de Inglês

O mestrando deve ser aprovado no prazo de até 2 períodos letivos após sua primeira matrícula em um dos seguintes exames de conhecimento de língua inglesa:

1. Internamente no ITA, consistindo de tradução de trechos de textos técnicos. A secretaria da Pós-Graduação indicará um professor para aplicação da avaliação, após a solicitação do aluno (ver requerimento abaixo).

2. Externamente ao ITA. O aluno deve entregar na secretaria da Pós-Graduação o requerimento (ver anexo abaixo) e cópia do comprovante de um dos seguintes exames:

Exame de Inglês  Pontuação mínima
TOEIC (Test of English for International Communication) 550
TOEFL (Test of English as a Foreign Language) 460 (ITP); 57 (IBT);
IELTS (International English Language Testing System) 3,5
Exame da Universidade de Cambridge FCE (First Certificate in English) Nível C (45) ou superior

 

Orientador

Cada aluno deve ter como orientador um docente permanente ou colaborador no Programa de Pós-Graduação em que se encontra matriculado. A escolha do orientador é feita pelo aluno com anuência do orientador e do coordenador de área. Cabe ao orientador auxiliar na escolha do tema de dissertação, selecionar disciplinas coerentes com esse tema, supervisionar a dissertação e acompanhar o desempenho escolar do aluno.

 

Coorientador

Para a supervisão da dissertação, o aluno pode ter um coorientador. O prazo máximo para solicitação de coorientação é de 3 períodos letivos após o ingresso no curso. No caso de coorientador já credenciado no Programa de Pós-Graduação, o orientador deve informar o coordenador de área, que solicitará o registro à Pró-Reitoria (IP). No caso de coorientador externo ao Programa, a aprovação depende do CPG e a solicitação (ver anexo abaixo) deve ser preenchida pelo orientador do aluno e entregue na secretaria da Pós-Graduação.

 

Disciplinas

Semestralmente é disponibilizada uma lista de Disciplinas Oferecidas. Para aprovação em uma disciplina, é necessária frequência mínima de 85% e nota igual ou superior a 6,5. A nota final do período é obtida como a média de 3 notas: 1º bimestre, 2º bimestre e exame. Só está habilitado a realizar o exame o aluno com média igual ou superior a 5,0 nos dois bimestres. Se não apresentar frequência mínima, o aluno é reprovado e não recebe nota. O aluno é desligado do curso de Pós-Graduação caso obtenha:

  • Duas reprovações em disciplina por frequência insuficiente.
  • Conceito D em uma disciplina;
  • Conceito I pela 2ª vez, na mesma disciplina considerada obrigatória no curso;
  • Conceito I, pela 3ª vez, em disciplinas cursadas após o ingresso no curso;
  • Conceito NS, pela 3ª vez, em disciplina 3xx ou exame de inglês aplicado pelo ITA;
  • Conceito NS, pela 2ª vez, em disciplina 5xx;

 

Contagem de Créditos

Antes de requerer o exame de dissertação, o aluno deve entregar na secretaria

A solicitação é encaminhada ao coordenador da área do aluno, que nomeia a comissão de contagem de créditos, composta por 3 professores (um deles é o orientador do aluno). A comissão pode atribuir créditos até o limite de: 

  • 2, para o conjunto de disciplinas 1xx;
  • sem limitação para o conjunto de disciplinas 2xx;
  • 2, para o conjunto de disciplinas 3xx;
  • 1, para o conjunto de disciplinas 4xx;
  • 3, para o conjunto de disciplinas 6xx;
  • 6, para artigos completos aceitos para publicação ou publicados, em coautoria com o orientador, podendo ser atribuído um máximo de 3 créditos por contribuição, segundo critérios especificados para cada Programa de Pós-Graduação;
  • 15, para disciplinas cursadas no PIGM;
  • 12, para o conjunto de disciplinas isoladas, 7xx, e de outras instituições, respeitando os seguintes limites: até 12 para o conjunto de disciplinas isoladas no ITA; até 9 para o conjunto de disciplinas de Pós-Graduação de outras instituições; até 9 para o conjunto de disciplinas 7xx;

O aluno deve ter sido aprovado na disciplina para que ela possa ser contabilizada na contagem. O aluno deve obter um mínimo de 18 créditos, média mínima de 7,5 em disciplinas 2xx cursadas no ITA, mínimo de 6 créditos em disciplinas 2xx e aprovação nas disciplinas obrigatórias de sua área de concentração. Disciplinas 2xx, 6xx, 7xx podem conferir até 3 créditos; 1xx, até 2; 3xx e 4xx, até 1 e 5xx não confere créditos.

 

Dissertação de Mestrado

A dissertação de Mestrado é um trabalho individual que demonstre capacidade de contextualização do conhecimento existente e de utilização dos métodos e técnicas de investigação sobre o tema tratado.

 
Confecção da Dissertação

Confira o Manual de Confecção de Dissertação de Mestrado.

Requisição do Exame de Dissertação

O aluno pode requerer o Exame de Dissertação desde que:

  • Tenha obtido os créditos necessários registrados em ata de contagem de créditos;
  • Tenha sido aprovado em exame de língua inglesa;
  • Apresente cópia de artigo completo, em co-autoria com o orientador, sobre um assunto relativo à dissertação, já publicado, aceito, submetido ou pronto para publicação, segundo critérios especificados por cada Programa de Pós-Graduação.

Para requerer o Exame de Dissertação, o aluno deve entregar ao coordenador de área:

Aprovação da Banca Examinadora

O orientador deve preencher e encaminhar ao coordenador de área, por e-mail, a ficha de sugestão de nomes para banca examinadora:

A banca examinadora é analisada pelo Conselho do Programa (CPPG) e nomeada nas reuniões do CPG (realizadas nas datas indicadas pelo calendário). A banca é composta pelo orientador, coorientador e pelo menos mais 3 membros: sendo pelo menos um externo ao ITA e pelo menos um credenciado em Programa de Pós-Graduação do ITA. Um dos membros da banca é nomeado presidente. Também são nomeados um membro suplente interno e um externo para caso de indisponibilidade de algum dos membros da banca.

Convite do(s) membro(s) externo(s)

1. O presidente da banca ou orientador informa o aluno a respeito da aprovação da banca de dissertação pelo CPG.

2. O presidente ou o próprio aluno (desde que autorizado pelo primeiro) entra em contato com os membros externos para formalizar o convite. Caso um deles indique indisponibilidade, o membro suplente deve ser convidado.

3. O aluno envia as cópias da dissertação a todos os membros da banca.

4. O presidente ou o próprio aluno (desde que autorizado pelo primeiro) consulta todos os membros para agendamento da data e horário da defesa, que deve ser pelo menos 15 dias após o recebimento das dissertações pelos membros.

5. Após a definição da data, o presidente da banca faz o comunicado oficial à secretaria de Pós-Graduação, em e-mail enviado para agentese@ita.br, com cópia para os membros da banca e para o escritório PROAP (liselene@ita.br ou regiane@ita.br).

6. A secretaria da Pós-Graduação (Elenice) envia a carta convite para os membros externos.

Exame de Dissertação

O Exame de Dissertação compreende:

  • Apresentação oral da dissertação, com duração de 50 min;
  • Arguição oral, em que cada examinador avalia o conhecimento do candidato sobre o tema da dissertação.

A avaliação é feita em reunião reservada após a arguição. Os resultados previstos são:

  • Aprovação. O candidato tem 30 dias para entregar a versão final da dissertação na secretaria.
  • Aprovação condicional. A banca define um prazo para a versão final, não superior a 90 dias.
  • Reprovação. O candidato pode requerer novo exame de dissertação, uma única vez, no prazo máximo de um ano.

Os prazos acima não podem extrapolar o prazo de conclusão do curso.

 

Casos de interrupção do curso

  • Trancamento de matrícula é a exclusão temporária do curso por no máximo 2 períodos letivos, com direito a reingresso, podendo ser concedida uma única vez, por proposta do Coordenador de Área. Este período não é contado, para efeito dos prazos de conclusão do curso, quando solicitado por recomendação médica ou motivo excepcional, a critério do CPG,
  • transferência de aluno matriculado em um Programa de Pós-Graduação para outro programa é realizada por solicitação do aluno. Deve contar com a anuência do orientador e dos coordenadores dos programas e áreas envolvidos e aprovada pelo Pró-Reitor.
  • exclusão do curso pode ocorrer por: pedido do aluno; motivo de saúde do aluno; insuficiência de aproveitamento escolar; não requerer matrícula em disciplina no período; cancelar matrícula em todas as disciplinas em dois períodos; não atender a frequência mínima em duas disciplinas; ou não satisfizer os requisitos de prazos de conclusão de curso e de exame de inglês.
  • Nos casos de exclusão acima, o aluno pode pedir, uma única vez, readmissão no Mestrado. Condições de reingresso são submetidas ao CPG para julgamento (ver Normas Reguladoras da Pós-Graduação). Considera-se também como readmissão o ingresso no Mestrado Profissional após exclusão sem conclusão no Mestrado do ITA ou vice-versa. No caso de exclusão por insuficiência de aproveitamento escolar, o reingresso só pode ocorrer em programa diferente do qual foi excluído.
  • desligamento é a exclusão do curso de Pós-Graduação do ITA sem direito à rematrícula ou reingresso e ocorrerá nos casos de: transgressões disciplinares (ver Normas Reguladoras da Pós-Graduação); improbidade escolar; indisciplina; ou se o aluno que pediu readmissão não satisfez as condições de reingresso.

 

Normas

É importante que o mestrando conheça as Normas Reguladoras da Pós-Graduação (NOREG 2013), que pode ser encontrada na Legislação do ITA, na aba "Cursos de Pós-Graduação". Nas normas da Pós-Graduação do ITA, chamamos este curso de Mestrado Acadêmico para diferenciá-lo do Mestrado Profissional. Os Programas de Pós-Graduação podem também apresentar requisitos adicionais, descritos nas Resoluções do CPG.